sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Dos Clones.

Os clones não têm pais.


O clonado não pode ser considerado pai/mãe. E se foi o único que deu origem ao clone... Logo o clone não tem pais. Nunca teve e nunca terá.


Não é estranho?


Será isto algum dia impeditivo de alguma coisa?



Que assunto mais complicado este da clonagem humana. Dilemas.

15 comentários:

Ominona disse...

Estudei essa questão da clonagem em Filosofia do Direito no meu ultimo ano e acredita que tem muito que lhe diga;) Terão eles mesmo a coisa mais básica de um ser humano numa sociedade como vivemos hoje em dia: Personalidade Jurídica? Será ele (clone) uma Pessoa? Tudo para o Direito que não for pessoa é considerado coisa...muitas questões se levantam, mas também tal como tu me pergunto, isso irá impedir de num futuro não muito longinquo que aconteça?
bj

Alguém disse...

Não sei se percebi bem... O clonado não poderá apenas ser considerado filho, não? Pai/mãe já deve poder ser...

Pronto, ignora! Já me trocaste as voltas! ihih

beijinho

Nelson A. Soares disse...

Ora bolas Maria Rita Carrapato Bulhão! E desde quando é que a família de sangue é a única família possível? E desde quando a mesma é mais do que a família de afectos? Alô?


E mais uma coisa, essa de não ter pais é uma desculpa esfarrapadita dos contras da colonagem. Outros problemas, alguns também éticos, devem ser mais prementes e importantes...


Stay Well

Nelson A. Soares disse...

Essa visão do Direito é-me muito irascível. Mas porque raio não pode um clone ser uma pessoa? É um animal? Um objecto? Mas que raio de pensamento.

Se tem que haver uma discriminação que seja mais conscienciosa, mais proporcional e adequada ao fim que se destina. Tem que haver criação de Direito, criação legislativa, e não uma tentativa oca de encaizar a anomalia num puzzle anacrónico.

Sílvia disse...

Isto falado assim tem muito que se lhe diga, quer eticamente, quer em termos de Direito...

Ervi Mendel disse...

Eis um post que faz jus ao nome do blogue...

Rita disse...

Calma Nelson :) Só estava a constatar um facto que me ocorreu! O objectivo não era levar para uma discussão dessas! E claro que existem outras questões éticas com muito significado! Não deixa de ser uma questão sensível, e claro que um clone pode ser uma pessoa, mas não será nunca uma pessoa como todos nós, pelo menos é a minha opiniao. beijinho

Ervi Mendel disse...

(Claro que era um elogio!) :D

Precious disse...

olha eu vou ser sincera. sou totalmente contra a clonagem. acho que nao faz sentido nenhum ! mas isso sou eu ! (e claro que acho q toda a gente devia pensar cm eu.. mas isso sao outras conversas! LOL)

**

Pequenina disse...

Andas sem nada pra fazer nao andas? :P

Vanessa. disse...

Este assunto dos clones e dos clonados é algo que (ainda) me deixa confusa!

Nelson A Soares disse...

Querida Rita, não era minha intenção parecer duro, paternalista, irritado ou algo do género.

Era uma abordagem leve a um tema delicado, porque assim me parece mais fácil dialogar nestes casos. Daí eu ter revelado publicamente o teu nome completo que tanto escondes... xD


Stay Well

Miguel Barroso disse...

É bom é clonar sentimentos...



Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

AugustoMaio disse...

Dilemas. Bem dito.

Salto-Alto disse...

Gostei muito do post e das questões. Mas é um assunto sobre o qual ainda não tenho opinião formada.

Beijocas!