segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Má educação...

É incrível como alguns pais estragam os seus próprios filhos dando-lhes tudo o que eles querem e facilitando-lhes a vida de uma forma absurda.

Crianças mal educadas, provocadoras, arrogantes e insolentes que um dia serão adolescentes e adultos com as mesmas características. Muitas vezes até piores.

Mimo é bom, sem dúvida. Dar sem critério é mau, péssimo, e a longo-prazo traz consequências irremediáveis.

12 comentários:

Isandes disse...

já dizia o otro: é + dificil dizer k não do k sim...

(o k ker dizer a frase em latim k tens no teu peril?)

The Queen disse...

Acho que disse isto em algum lado :P hehe As nossas conversas no msn, são assim! somos tão grown up! LOL

Lua disse...

Não poderia concordar mais! "De pequenino é que se torce o pepino."

Beijinho*

Lactrodectus Mactans disse...

Inteiramente de acordo...embora a educação fosse muito rija antigamente (e claro que não concordo com tudo)ao menos aprendia-se a respeitar os mais velhos...enfim...novos tempos, novas modas...infelizmente.

Mlee disse...

Tornam-se seres humanos irritantes e mal formados ... não suporto princesas e meninos com o Rei na barriga ...

beijuka

precious disse...

esse tipo de miudos e os seus respectivos pais, põe-me louca ( e não no bom sentido!) hoje em dia a educação não tem o peso de antigamente, é desvalorizada e desleixadamente praticada. esta tudo ocupado com a sua vidinha, com os seus empregos e colocam em segundo plano a educaçao dos filhos. porque, de facto, é mais fácil dizer sim..

**

João Pereira disse...

Lá está o meu futuro arruinado...

Vekiki disse...

É verdade Rita :-)
O pior é que cada vez é mais fácil encontrar destes exemplares! Dizer Sim é muito mais "clean". Quando dizes não tens que fundamentar para seres entendida, ou pelo menos deves fundamentar. Sim é tão mais fácil...
Bjs

Nelson Alexandre Soares disse...

Bravo!!! Bravo!!! Bravo!!!


Adorei! Há uns tempos que estou para escrever algo do género mas nunca soube como abordar o assunto nem tampouco houve altura apropriada para o fazer. Pois que, depois deste post, não sei se conseguirei fazer melhor... =) Directa, assertiva e objectiva.

"E mai nadaaaa!!!" xD


Stay Well

S.A. disse...

Diz que é crime (violência doméstica, a famosa) dar uma bofetada a um filho. As vezes apetece-me mesmo dar duas de criminosa e esbofetear os PAIS, era só ofensa corporal ta tudo bem.

E depois há pessoas mimadas que gritam como se não houvesse amanhã, porque viram As sapatilhas prateadas (iguais as suas nuns outros pés), porque não suportam mosquitos microscópicos, ou para que alguém (que está na outra ponta da casa, com o jantar ao lume) chegar o comando (pousado na outra ponta do sofá).
Mas este tipo de mimo nem trouxe consequências desastrosas, não se revelou insolente ou rude...é doce excepção de um domínio que hoje nos assombra.

Muah ***


PS: Afinal quem manda em casa? Os que ganham o pão nosso de cada dia, ou os que jogam PSP todo o dia??

.:S

xary disse...

Dizer que sim a tudo aborrece menos, o miudo cala e está a andar que não temos vidas para isto. E o problema também passa um bocado por aí, nas vidas apressadas que se tem, mas há muita irresponsabilidade do lado dos pais e acho que a negligência para com a criança também se reflecte um bocado nas atitudes que lhes demonstram e a essa total permissividade, em vez de se achar que um Não os vais traumatizar para a vida.
Claro que só quem está ou esteve na situação pode argumentar e fácil para nós, mais novos, falar mas mesmo assim... é o que já foi dito: afinal quem é o Adulto aqui?

Bom post :)

Beijos *

Salto-Alto disse...

Se eu desse a minha opinião sobre este assunto, pareceria uma velhota inconformada com a juventude destes dias. Por isso, prefiro parecer jovem e bem disposta. Caladita, claro :)