sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Cancro.

O cancro é aquela doença que toda a gente teme. Trememos só de ouvir o nome. E não há ninguém que não tenha alguém relativamente próximo que teve, tem ou morreu de cancro. À minha volta há demasiadas histórias destas. E agora do nada mais uma. É uma merda duma doença em que não se pode prever nada, fazer nada, prevenir nada e geralmente quando surgem os sintomas é tarde demais. Só espero que desta vez não seja o caso. Não escolhe nada, não há critério. Uma notícia terrível num dia que marca o fim de um ciclo e que poderia ter sido celebrado com sorrisos e não com lágrimas. E depois ainda dizem que existe Deus que olha por nós. O tanas. Não tenham dúvidas que estamos aqui por nossa conta e que temos de aproveitar ao máximo o que temos porque não sabemos o que vem aí. Estamos aqui por nossa conta e o que levamos daqui é o que amamos, o que vivemos, o que rimos, a felicidade que proporcionamos e o que aproveitamos. Não há qualquer critério nem justiça quando se trata disto. A vida é injusta e como diz o Woody Allen, uma grande parte da nossa existência é a nossa sorte e não há dúvidas. Resta-nos ser fortes e lutar. Sempre.


Desculpem isto meio atabalhoado, estou abananada ainda.

12 comentários:

R.L. disse...

:( sei bem como te deves sentir. o cancro levou-me o Pai e uma Avó e anda a ver se consegue levar a minha Mãe (mas esta eu não vou deixar).
Beijo enorme.

saves disse...

Coragem. Meio caminho andado para a cura é não cair no desanimo. Força :)

Saltos Altos Vermelhos disse...

:( muita força!

marta. disse...

e a sorte muitas vezes prega cada partida...
Força e que tudo corra bem!

Martins disse...

O pai do meu melhor amigo está, no preciso momento em que escrevo, resumido a uma cama de hospital, a morfina e a morrer de cancro. Não há palavras para dizer o que se sente. Não há.

Maria disse...

não há mesmo palavras que possam descrever. a mim, ia-me levando a minha avó. mas depois, tudo correu pelo melhor. muita força Rita!
grande beijinho.

L!NGU@$ disse...

É preciso ter força, para a pessoa em questão se sentir apoiada.

...Ju... disse...

aperta a mão da pessoa com forca e da lhe a forca que nao podes deixar de ter!

bjinho*

Cor do Sol disse...

O que ajuda muita gente a ter força para lutar contra a doença é esse Deus, exista ele ou não.
Já perdi alguém que amava muito para essa doença horrível, mas também já vi outra que amo a vencê-la. O teu papel é apoiar e dizer todos os dias a essa pessoa que a amas.

Força.

Isandes disse...

Força aí! bjoquinha

Larose disse...

cancro já não é sinónimo de morte

para o corpo vencer, é preciso haver força animica para levar essa luta avante

Margarida disse...

Beijinho. E só :)