segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Eu juro-vos que tenho medo quando começa tudo a ficar bem, quando realmente não temos nada que nos atormente muito, quando nos voltamos a sentir como há muito não sentiamos. É que geralmente, e mais uma vez comprova-se, nada fica assim durante muito tempo (não era preciso assim muito, algum vá). O coração não se aguenta bem durante muito tempo, rapidamente aparece algo para o deixar apertadinho e angustiado.
Ah e tal deixar andar, pois sim, fácil falar.

5 comentários:

Cor do Sol disse...

Também não podemos estar à espera que aconteça algo mau. Nem pensar.

L!NGU@$ disse...

Isso não anda fácil. Não eras nada assim, há poucos meses.

Sara disse...

sim, conheço bem esse sentimento..

Rapunzel disse...

Assino em baixo...

Duarte disse...

Ser feliz é..
contentarmos com isso.
Mas no contentamento puro, não cabe o desejo, nem a vontade de mudança, aflições muito típicas nos dias de hoje. Andamos numa roda viva, agarrados à nossa cabeça. Como a nossa cabeça é um vira vento, num momento é o máximo, no instante seguinte é uma miséria pegada. E tudo serve de justificação. Tudo..
Ainda mais quando o fazemos aos pares.